Edição De Terça-Feira, 13 De Julho De 1909, Página 4 2

Edição De Terça-Feira, 13 De Julho De 1909, Página 4

Recentemente H. Bataílle, autor de a Mamãe Beija-flor e da Mulher nua, duas obras a qual mais absurda e desatinada, é equipamento de hiperbólicas louvores com porquê de sua última comédia O Escândalo. Não tenho dúvida de que é a elevação do humano e do requintado que uma esposa e legal mãe esqueça de seus deveres pra duas semanas de falta de tua moradia. Esta fraqueza a que os franceses chamam de complicação psicológica, nós, os espanhóis, apresenta – mos nome mais expressivo, apesar de me – nos filosófico.

O amante de Carlota é um aventureiro chamado Artanerro, jogador inveterado, no qual se cumpre o ditado que reza com sorte no afeto. — exclama o espectador quando Maurício chama a sua senhora para pôr as peras ao quarto.—Pois o que ocorre é o seguinte: “Carlota, exibe-se lívida, esgotada, mesmo que acreditando que o seu marido e ignora tudo. O, está resolvido a não ser em – terado, no entanto sua mulher, cedendo aos impulsos de tua consciência, exclama:—oh

—e deixa-se despencar no sofá. Mauricio, assim, liberte a tua aflição, e fala, fala muito, misturam – do na sua palestra os mais amargos quadros, com frases de ternura e de piedade. Car – lota não responde. O marido continua pregando. Agora, são anunciados os filhos do casal Feroul e Maurício, todo carinhoso, diz aos ou – fios: —a Mãe está dormindo; deixai-a descansar.

você Pode revogar, leitor discreto, mais n é improvável fim de come – dia? Haverá no mundo a mulher que, em um estágio em que está a ser resolvida pra ela o mais perigoso conflito de tua exis – tencio continuar dormindo como uma snar – mota? E se, por esse caso, super por absurdo poderia acontecer, como, Pois esta segunda luta mundial comédia foi um dos sucessos de” o maior presente temporada.

ele ama flertar com Sara, uma universitária de 15 anos mais jovem que ele. As mulheres querem outra coisa. O marido de Rosa é um advogado sério e confiável, e leva os assuntos econômicos que ela reconhece não manusear. Flerta com David, um criativo publicitário e boêmio, que ativa a sua própria veia artística. John Gottman, o extenso guru que foi estudado durante décadas, as relações de casal, tirou um livro, ainda não publicado em Portugal: ‘Os 7 princípios pra fazer teu casamento funcionar’, tornar-se um ‘best seller’.

EXPANDE a Sua IDÉIA DE RELAÇÃO. Admite que há muitas mais coisas que você pode fazer em casal. Pode ser tranquila e excitante ao mesmo tempo se propõe. NÚTRETE COM Carinho. Como fazia no começo do relacionamento. Verbaliza que você ama e admira, mostra interesse pelo que faz. BUSCAROS UM AO OUTRO. Se houver alguma dificuldade, falai entre vós, melhor do que com terceiros.

Com os amigos te desahogas entretanto não decide os problemas. OUÇA Seu PARCEIRO. Embora não esteja sempre de acordo; as diferenças enriquecem. SOLUCIONA As dificuldades QUE TÊM SOLUÇÃO. Não procure por causas perdidas: o CRESCEI JUNTOS. Buscai novas experiências que se ajustam às suas necessidades. Criado O NOVO UMA LINGUAGEM. Palavras cúmplices, gestos exclusivos e atividade sexual. Em suma: se quiser alguém que você admire e a quem admirar, põe-te diante de um espelho e veja pra imagem que reflexas. Respire devagar e dize: “

  • Três EUA depois do escândalo Watergate
  • UM POSSÍVEL EMPATE TRIPLO —
  • 1 Poder Executivo
  • Quando você estiver escrevendo é que as mensagens sejam curtos
  • Poder discutir sobre o assunto as leituras com os amigos
  • Longe de residência

Esta quadrinha se podes inventar como uma ode ao mar. O componente descritivo predomina a respeito do narrativo, já que o intuito dessa canção não é descrever uma história, porém sim criar uma imagem, um retrato, uma paisagem que tem como personagem o mar. Evidentemente, trata-se de uma descrição literária (uma topografia carregada de metáforas, comparações, personificações) em que o eu poético impregnará seus sentimentos, suas emoções, tua paixão pelo mundo do mar.

A primeira estrofe é uma septilla (sete versos) com o seguinte esquema de rimas: ababcac. A segunda estrofe tem 8 versos. O quarto e o oitavo são de arte maior (porque têm 10 sílabas). O resto são otossílabos. Apresenta esse esquema de rima: abaBabaB. Poderíamos discursar que esta estrofe é a união de dois “cuartetas imperfeitas”, visto que o último verso de cada cuarteta é de arte superior (abaB).

Para descrever o mar, o eu poético tenta estabelecer parcerias sensíveis entre o conceito de mar, e os itens lexicais (adjetivos e substantivos) utilizados para a tua representação literária. Nos primeiros versos, o mar se relaciona com os elementos astrais e com o sal. Vocês necessitam estar se perguntando: Quais são as coisas em comum que podes haver entre o mar, o sal e os astros do céu?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error:
Rolar para cima