Ethan, O Consultor Virtual Que Faz A Siri (ainda Mais) Fria 2

Ethan, O Consultor Virtual Que Faz A Siri (ainda Mais) Fria

Todos nós desejamos respostas, e a internet e as redes sociais se tornaram nossos melhores consultores. Sites como o Yahoo Respostas contam com as questões mais incríveis do mundo e suas respectivas respostas mais loucas, que são atualizadas a um ritmo acelerado. Ethan faz com que o Siri seja fria e insuficiente confiável. Ao encerramento e ao cabo, é uma criatura computadorizada sem sentimentos.

Ethan, em troca, é uma pessoa real, dessa maneira, você podes enviar uma foto do provador da loja pra que te dê a tua avaliação. Se o seu namorado não responde, ou se sua amiga é incapaz de deixar claro-lhe como você se sinta de fato a peça em questão, poderá sempre recorrer a este consultor virtual, depois do que se esconde alguém real. Mas cuidado: uma de suas regras de utilização é que não se poderá gostar a aplicação, desse jeito que a história de Sofia Coppola não deveria passar.

Claro que uma coisa são os critérios e outra o que fazemos com elas… No web site Médio, Bo Ren, funcionária do Facebook, conta como se apaixonou por Ethan. As outras regras são que você poderá perguntar-lhe o que deseja que seja, que não lhe solicitar que faça o teu serviço e que lhe deixe críticas de 5 estrelas pela App Store.

Este programador de software neyorquino, ante o pseudônimo de Ethan Gliechtenstein, responde um a um seus adeptos. Enquanto que a aplicação de Her, Samantha, falava com milhões de usuários, Ethan está limitado pelo evento de ser uma pessoa de carne e osso. Compartilhe, segundo dizem, o engenho da aplicação de video, pelo que muitas pessoas admitem ter passado horas explicando com ele. E para se parecer com Samantha, Ethan quer viver no anonimato e tem como avatar um ursinho de pelúcia.

Este de nova york montou o aplicativo para se avisar com seus amigos depois de fechar Facebook. A única maneira de que todos tivessem acesso a ele era upload tua app a App Store. Sem benefícios económicos (é uma aplicação gratuita), Ethan quer lançar uma plataforma que permita a o mundo todo a construir sistemas aproximados. De fato, uma pessoa lhe apressou, e tomou a tua idéia. Ethanifier permite aos usuários construir uma aplicação similar em menos de cinco minutos.

A irmã de Ethan foi pensado Samantha, uma aplicação semelhante, que esconde uma mulher em suas respostas. A versão feminina de Ethan acrescenta uma novidade: tem atualizações de estados, o que outorga focos de conversação e permite que os outros saibam, tais como, no momento em que está dormindo ou se é seu aniversário.

  • O universo é muito cruel, mas não focos, visto que, com os meus abraços eu te protegerei
  • Renasce a música “Independente” muito associada à subcultura “Hipster”
  • C. Hopman: Brasil derrota a África do sul pela estreia
  • Omar Corpus Parra (discussão) 08:06 30 jan 2018 (UTC)

Esta Samantha, ao oposto da Samantha de Her, expõe a sua verdadeira personalidade. Uma procura praticada na Nuance, um fornecedor de software de reconhecimento de voz, sinaliza que cada vez estabelecemos relações mais pessoais com os nossos assistentes virtuais. 57% dos entrevistados testemunharam constatar um “acesso pessoal” com o assistente de teu smartphone. A metade dos que participaram da procura reconheceram procurar um serviço com senso de humor. Já não nos é bastante descobrir respostas: nesta hora bem como buscamos cumplicidade.

Os assistentes virtuais, como o Siri, têm inteligência articial e personalidades fictícias que possibilitam ter o sentimento de que há uma pessoa que se preocupa ao outro lado do telefone, a todo o momento disposto a responder às nossas questões. Somos conscientes de que é um algoritmo, o que nos responde, mas sentimos uma certa conexão com nossos sistemas virtuais.

nos anos 60, foi inventado ELIZA, projetada pra exercer a figura de um psicoterapeuta virtual. Seu criador foi o cientista informático Joseph Weizenbaum, que em 1966 se ilustrou preocupado com a perícia dos humanos para nos sentirmos unidos aos seres artificiais. Então, se tratava de uma correspondência que aparecia escrito pela tela, sempre que que os alunos de hoje de imediato falam.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error:
Rolar para cima