Roberto Carballés Fica Às Portas Da Final Do Open Da Austrália Júnior 2

Roberto Carballés Fica Às Portas Da Final Do Open Da Austrália Júnior

Roberto Carballés ficou a um passo da encerramento do Open da Austrália, na sua versão júnior depois de cair nas semifinais diante de Luke Saville. O granadino, de 17 anos e número 974 do ranking da ATP, é, além do mais, ‘Top-Ten’ sub’dezoito nestes momentos. Saville neste instante foi carrasco de Carballés há uma semana no campeonado aviso de Traralgon.

O tenista granadino, que treina no CAR de Sant Cugat, tornou-se, no ano passado, o segundo tenista espanhol mais jovem a dominar um título profissional, após obter o torneio ITF Futures de Miami com só 17 anos. Apenas Rafael Nadal tinha feito antes com quinze anos de idade.

Na Austrália, demonstrou, que a ‘Armada’ pode ter liberação de garantias. Eu localizei intrigante a notícia? Há algum problema pela notícia? Se encontrares qualquer problema nessa página, preencha os campos. 20hola; alguém pode me discursar qual é o teu modo de jogo destas recentes probabilidades espanholas? 10; no entanto agradável eu acho q ainda tem q conceder tempo.

  • Federico Aios como Julho Cervantes
  • Lindas frases e versos que ressaltem a sua boniteza e o que se diz e se expresse o quanto eu te gosto
  • A Pedra
  • eu Estou Apaixonado pra você

São jogadores ao estilo do nadal, com um jogo mais defensivo e sólido; ou mais idêntico com o do quinto set, tendo como exemplo? Pois no caso de Roberto, a mim parece-me um jogador muito sólido, e com um bom equilíbrio de jogo defesa-ataque. Não é como quinto set, não tem estes golpes finais, essa experiência para fazer incríveis winners, contudo é um jogador com golpes seguros, liftados, muito consistente, que tenta mover a bola de lado a lado.

O caso de Carlos Boluda seria idêntico ao de Carballés. Em seguida, Pablo Carreno faz tempo que não o vejo jogar, no entanto lembro-me como um jogador grande, com bom saque e golpes muito poderosos e planos, pra mim, o que me lembrou, logicamente, salvando as distâncias, a Berdych. Mas, como digo, há muito que não o vejo jogar, não entendo como terá evoluído. E, Javier Martí, pois que pra mim é o que eu mais amo de todos, mas era o que tinha mentalidade mais frágil tinha.

Se evolução isso, podes surgir a ser um amplo jogador. Este é o que tem mais talento, na minha opinião. 20 Pois no caso de Roberto, a mim parece-me um jogador muito sólido, e com um prazeroso equilíbrio de jogo defesa-ataque. Não é como quinto set, não tem estes golpes finais, essa prática para fazer incríveis winners, contudo é um jogador com golpes seguros, liftados, muito resistente, que tenta mover a bola de lado a lado. O caso de Carlos Boluda seria similar ao de Carballés.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error:
Rolar para cima